Contos de Fadas em suas versões originais

Hola, muchachos!

Depois de passarmos décadas amaldiçoadas, sem postar nada no FTale, estamos de volta. E o que melhor pra começar novamente com a nossa atividade, do que uma coisa que fala diretamente sobre o assunto central do blog, os contos de fadas originais, bizarros e mirabolantes? Pois é. Resolvi fazer esse post pra ajudar a divulgar um projeto muito especial pra mim, o Contos de Fadas em suas versões originais, criado pela Marina Avila, da Editora Wish.

Esse projeto consiste na publicação de contos de fadas originais (ah vá), organizados pela Marina, em um livro ilustrado, contendo vários contos, de vários autores, todos em suas versões clássicas, e ~sem censura~. Ele está disponível para apoio no Catarse, um site de financiamento coletivo – genial, por sinal. Só pelas imagens divulgadas no site, podemos ver a beleza e o capricho da publicação, o que mostra pra gente todo o cuidado que a equipe de profissionais da Wish tem ao fazer esses livros. Sem falar nos brindes lindos que eles tão oferecendo, né? Tem marcadores de página, ecobags e até posteres de ilustrações do Kay Nielsen! Abaixo, mostro três dos kits, só pra vocês terem um gostinho:

Eu já havia postado um conto do livro aqui no blog, o A Pequena Sereia, do Andersen, porém ainda não tinha o livro e, confesso, nem me liguei que era parte de um (shame *sino batendo*). O post tá aqui, linkando o Scribd da Marina, pra quem quiser dar uma conferida. (O conto Prado Verde, do Giambattista Basile, que já postamos há algum tempo, vai estar presente nessa terceira edição!)

Mesmo que vocês ainda não tenham ouvido falar desse projeto da Wish, corram atrás! Enfim, caso vocês queiram adquirir os livros, e de quebra apoiar essa iniciativa maravilhosa, entrem nesse link. Existem vários pacotes pra vocês quebrarem a cabeça tentando escolher (o financiamento tá chegando perto do fim, então se apressem!). Eu já garanti o meu, e logo logo pretendo resenhar esse último volume, juntamente com os dois primeiros, que adquiri quando apoiei os dois outros projetos, há algum tempo, já.

Eai, bora lá?

Laís

Arthur Rackham

Captura de Tela 2014-08-02 às 07.39.24

Quando a gente fala em ilustrações de contos de fadas, o Arthur Rackham é o mestre! Ele nasceu em 1867, na Inglaterra, em meio a outros doze irmãos, e estudou na Escola de Arte Lambeth, tendo sua primeira ilustração publicada em 1883. O Arthur é considerado um dos principais da “Era do Ouro” de ilustradores de livros britânicos! Essa fase abrangeu os primeiros anos de 1900 até a Primeira Guerra Mundial, pois durante essa época houve um aumento significativo de ilustradores de muita qualidade no mercado.

Os traços do Rackham são únicos, dá para notar isso apenas olhando! Sempre com aquela atmosfera misteriosa, seu estilo é bastante descrito como uma fusão do estilo nórdico, fortemente influenciado pela tradição de xilogravura Japonesa.

Continuar lendo

Jirka Väätäinen

Outro dia, eu tive a curiosidade de pesquisar se existiam, com a tecnologia de hoje, pinturas transformadas em fotografias ou em imagens mais reais. Acontece que, quando a gente vê uma pintura, fica difícil de imaginar como aquele objeto ou pessoa retratada poderia ser se fosse real. Pesquisa pra lá, pesquisa pra cá, encontrei em alguns blogs um trabalho muito legal, que tem um pouco a ver com o que eu estava procurando, mas tem muito mais a ver com o Fairytale Land Stories! Achei o trabalho do Jirka Väätäinen, que teve a brilhante ideia de tornar mais real as principais personagens de contos de fadas da Disney.

Aqui estão algumas das ilustrações dele (para ampliar, é só clicar nas imagens):

Alícia