Elizabeth (1998)

b66dabfb14c21f05fab7d44801968314

Eu acho que sou suspeita para falar qualquer coisa sobre esse filme porque ele faz parte dos filmes que eu mais amo no mundo! Eu o vi pela primeira vez ainda muito nova e não tinha noção do que se tratava, mas depois de alguns anos eu assisti novamente e BUM: amor.

O filme é de 1998 e, com a atuação magnifica da Cate Blanchett, conta a história de uma das rainhas mais importantes do mundo: Elizabeth I.

Uma rápida volta ao tempo pra te lembrar de quem foi Elizabeth I:

Continuar lendo

Song of the Sea (2014)

e8e0028e1a7491642c151403e7d2e7bdEntão… Eis que depois de muito tempo eu finalmente volto e contribuo com um post todo especial para o blog! Para quem não sabe, eu estava viajando e, depois, pretendo contar aqui um pouquinho do que foi essa viagem e de todos os castelos que eu conheci!

Mas pra hoje o que tem é: Song of the Sea!

Eu vi o poster desse filme, achei gracinha, li sobre e vi o trailer pra só depois descobrir que ele foi indicado ao Oscar. Agora, depois de vê-lo, posso dizer com a mais absoluta certeza de que a indicação foi muito bem merecida!

O filme traz pra gente aquela história das selkies que vocês já leram aqui e aqui. Conta a história de uma pequena família que mora num farol lá para aquelas bandas verdes e maravilhosas da Irlanda e que se envolve com essas lendas místicas e deslumbrantes sobre selkies, gigantes, corujas etc.

Apesar de ser uma animação, eu duvido que muitas crianças compreendam a real beleza do que é esse filme que exala sensibilidade!

Continuar lendo

Peau d’Âne (1970)

“No leito de morte de sua esposa, o rei promete a ela que só se casará novamente caso encontre uma princesa mais bela e virtuosa que ela. E a única princesa com essas qualidades é sua própria filha. Com ajuda de sua fada-madrinha, a jovem princesa refugia-se no reino vizinho, trajando um disfarce e ficando conhecida como Pele de Asno.”

O filme, do mesmo tipinho do Rusalochka, segue o estilo conto de fadas no sentido mais literal da palavra: tudo é lindo, colorido e delicado (até mesmo os reis e príncipes, LOL). Assistir ao filme foi uma ótima experiência e devo dizer que, se pudesse, o teria assistido mais cedo.

Continuar lendo

O Jardim Secreto (1993)

tumblr_mrvi1vgnBb1r3aqgko1_500

O Jardim Secreto foi escrito por Frances Hodgson Burnett e teve sua publicação em 1911. Além desse livro, a escritora publicou mais duas histórias infantis: O Pequeno Lorde e A Princesinha (falaremos mais sobre em outro post).

O Jardim Secreto conta a história de uma menininha chata, mal-humorada e azeda que se chamava Mary Lennox e morava na Índia, sob a guarda de pais que faziam pouco caso de sua existência. Devido a uma tragédia acontecida aos pais de Mary, ela é obrigada a se mudar do calor da Índia para o frio da Inglaterra, agora sob a guarda de um tio que ela nem sabia que existia. Chegando lá,  Mary se depara com uma enorme e sombria mansão, cheia de cômodos, segredos e choros sinistros e de origem desconhecida que vinham a noite.

Continuar lendo

Labyrinth, A Magia do Tempo (1986)

Labyrinth, 1986“Totalmente frustrada por ter que cuidar do irmão mais novo em mais um final de semana, a adolescente Sarah (Jennifer Connelly), que possui muita imaginação, acaba dando vida aos duendes personagens do seu livro favorito, Labirinto, para que eles sumam com o bebê. Mas, quando o pequeno Toby realmente desaparece, Sarah precisa ir atrás dele neste mundo de conto de fadas e tentar resgatá-lo das mãos do maldoso Rei dos Duendes (David Bowie). Protegendo o castelo, encontra-se o labirinto – um emaranhado de armadilhas repleto de estranhos personagens e perigos desconhecidos. Com o intuito de salvar Toby a tempo, Sarah terá que enganar o rei, ficando amiga dos duendes que o protegem, na esperança de que a fidelidade deles não passe apenas de uma ilusão, num lugar em que nada parece ser o que é.”

Continuar lendo

Frozen, de Jennifer Lee e Chris Buck

E foi por causa do último post da Laís que também criei uma enorme vontade de assistir à nova animação da Disney, Frozen (no Brasil ela tem como subtítulo “Uma aventura congelante”).

Sendo dos mesmos criadores de Enrolados e Detona Ralph, e inspirado num conto do Andersen, fui já esperando algo muito bom, e de forma alguma me decepcionei. Ok, eu imaginava que o roteiro seria mais próximo da história que eu conhecia, mas se você também já leu (ou assistiu à) Rainha das Neves, não faça como eu, pois o filme trata de algo novo. Bem novo, aliás!

Esse é a primeira animação da Disney dirigida por uma mulher, a Jennifer Lee, que também o roteirizou. Isso, somado ao fato de que desde a história original de Andersen a personagem principal é uma garota, dá ao filme uma característica que muitas pessoas desconhecem nos contos de fada: princesas que não são indefesas (não que eu ache que alguma princesa na fairytale land seja tola só por ser indefesa).

(A partir de agora esse post pode conter revelações de enredo que te irritem, porque você sabe né, we accept the spoiler we think we deserve. Não diga depois que eu não avisei).

Continuar lendo

Epic, de Chris Wedge

“Só porque você nunca viu algo, não significa que não está lá.”

Baseado no livro The Leaf Man and the Brave Good Bugs de William Joyce, Reino Escondido (ou Epic) é mais uma produção da Blue Sky. A animação narra as aventuras de uma adolescente, M.K. (como gosta de ser chamada), que ao visitar seu pai, – um completo excêntrico – em uma casa de campo, é magicamente transportada para um mundo secreto. Como se não bastasse, M.K. é encarregada de uma missão muito importante: salvar a vida de todos os habitantes daquele mundo até então desconhecido por ela. Assim, ela embarca numa aventura cheia de homens-folha, beija-flores, lesmas, cervos e outras criaturas maravilhosas para livrar a natureza do mal e salvar a única coisa que era garantia de sua sobrevivência. O filme é infantil e pode até ser bobo aos olhos de algumas pessoas, mas contém mensagens e imagens belíssimas e, além disso, é de uma sensibilidade inacreditável!

O filme ainda está em cartaz, então podem ir voando para o cinema comprar seus ingressos sem demora!

Enfim, espero que gostem!

Alícia